Para o final de semana

Festeiros de plantão hoje tem I love pop no Carioca no Jardim Botânico.

Mas não gaste todas as suas energias hoje porque amanhã tem Modinha! Na varanda do Vivo Rio, um lugar bem maior para uma festa que toca de tudo um pouco!

E amanhã tem também Chá da Alice no Circo Voador, com tema de Festa Julhina. E para fechar o final de semana do domingo (e na segunda tambem) tem o Bourbon Street Fest, com shows gratuitos. Para ver a programação completa clique aqui.

Eu quero!

Farmetes de plantão desesperadas! Seus momentos de tensão acabaram. Pode ir correndo para o site da Farm e olhar a coleção nova Eu quero festival.
Eu já fui direto para os sapatinhos… E como o tema é festival, quer coisa mais confortável do que tênis???
Em parceria com a Converse a Farm está com tênis lindos! Pode querer todos?

Os solos de Glee

Depois de um post com as grandes performances de Glee chegou a vez dos grandes solos. Gleeks amados, a Lea Michele provavelmente iria ocupar o post inteiro então resolvi diversificar e pensei em solos com personagens diferentes. Não fiquem nervosos nem se exaltem por favor.

Don’t rain on my parade – Rachel Barry (Lea Michele)
Lea sua voz é um escândalo, sai daqui antes que você mate todo mundo de inveja.

Hate on me – Mercedes (Amber Riley)
Essa música é ótima. Mercedes arrasou e a performance foi show (não achei o vídeo)

Dancing with myself – Artie (Kevin McHale)
Foi com essa música que seu deu o início de um dos melhores episódios de Glee e também conhecemos melhor o Artie! Virei fanzoca dele depois!

Rose’s turn – Kurt (Chris Colfer)
Um dois maiores musicais de todos os tempos, a cena final de Gypsy se encaixou perfeitamente com Kurt.

Back to black – Santana (Naya Rivera)
Se alguem podia cantar Amy no Glee esse alguém era Santana.

Beth – Puck (Mark Salling)
Todas amam o Puck.

Over the rainbow – Mr Shue (Matthew Morrison)
Fofo até o fim.

Funny Girl – Shelby (Idina Menzel)
Idina sem comentários sobre você.

Losing my religion – Finn (Cory Monteith)
Único que prestou com o Finn.

Listen – Sunshine (Charice)
Até a Rachel tremeu as bases quando ouviu isso.

Foi difícil, tive que deixar alguns solos sensacionais de fora, mas infelizmente é um top 10 e não um top 100.

Ah esse Photoshop

A ASA, uma espécie de Conar do Reino Unido, que controla a publicidade, proibiu a campanha do The Eraser da Maybelline e do Teint Miracle da Lâncome pelo excesso de Photoshop.
Christy Turlington e Julia Roberts, as garotas propagandas dos produtos aparecem sem nenhuma ruguinha ou imperfeição. As duas são lindas e envelhecem super bem, porém pegaram pesado na correção digital.
A ASA alega que não foram dadas informações suficientes sobre o processo feito no Photoshop. A Loreal (que controla as duas marcam) falam que a fotos são meremente ilustrativas, mas que seus produtos possuem eficiência comprovada.


A parlamentar escocesa que denunciou as campanhas falou que essa proibição é um alerta para outras grandes marcas para moderar no uso do Photoshop.

Sex and the City antes do Sex and the City

A gente não se cansa desse quarteto né?! Um terceiro filme da saga está previsto, baseado no livro The Carrie Diaries and Summer and the City que conta a adolescência das meninas do Sex and the City. Especulações para o elenco não faltam. Segundo o Daily Mail as atrizes mais cotadas são Elizabeth Olsen, Blake Lively, Emmma Roberts e Selena Gomez.

As atrizes mais jovens até possuem uma semelhança com o nosso quarteto. Elizabeth é a irmã mais nova das gêmeas Olsen e está sendo super elogiada por suas atuações, ponto para Carrie! Blake é linda e é a mais velha da turma, porém eu adoro a Samantha e a falta de expressão de Blake pode estragar tudo! Emma Roberts ganha a minha simpatia por ser a sobrinha da eterna Pretty Woman, não sei muito da atuação da moça. Já a Selena Gomez não me convence de Charlotte, acho ela super fraquinha. Tomara que dê um filme legal e não infantiloide… Ficamos torcendo.

Em breve nos cinemas

Continuando nossos trailers agorara com grandes produções de diretores renomados.

Hugo

Me apaixonei por esse trailer. Scorsese de uma maneira totalmente diferente.

Melancholia

Filme depressivo do Lars Von Trier que deu o que falar no último Festival de Cannes. Na verdade não foi o conteúdo do filme que causou polêmica e sim algumas bobagens faladas pelo seu diretor, que se declarou simpatizante de Hitler. Podia ficar sem essa hein?!

Tree of Life

Esse trailer não me empolga nem me diz nada. Mas ganhou como melhor filme do Festival de Cannes em 2011.

Super 8

Filmão tipo pipoca do Spilberg e J J Abrams!

Quem lê sabe mais

Amo ler. Essa é uma paixão que compartilho com meu pai. Sempre trocamos livros e comentamos sobre nossas últimas leituras. Um dos livros que o meu pai me passou foi A Sombra do Vento do espanhol Carlos Ruiz Zafón.
Ele ganhou esse livro de um amigo que disse que A Sombra do Vento tinha sido um dos melhores livros que ele tinha lido na vida, meu pai leu, gostou e me passou.
Também fiquei encantada com o livro, o protagonista da história tem paixão pela leitura, o livro é uma bela homenagem aos amantes dos livros e à arte de escrever histórias.
Na história, que se passa em Barcelona em 1945, Daniel Sempere é levado pelo pai para o Cemitério dos Livros Esquecidos onde encontra um exemplar do A Sombra do Vento. O livro desperta uma enorme curiosidade do garoto, que passa a procurar o seu autor Julián Carax e suas outras obras. Daniel então descobre que o seu exemplar é o último existente e que alguém queima todos os livros que o autor escreveu. A partir daí se desenvolve uma trama que mistura suspense, fantasia e romance em uma história apaixonante que já vendeu mais de seis milhões de exemplares desde o seu lançamento em 2001.
Fica a dica de uma excelente leitura.

PS: hoje é o Dia do Escritor, parabéns pelo dia de vocês, Carlos Ruiz Zafón, Gabriel Garcia Marquez, J.K. Rowling, Meg Cabot, João Ubaldo Ribeiro, Paulo Coelho, Marian Keyes, Markus Zusak, Nicholas Sparks, Nelson Motta e muitos que tem o poder com as palavras!