Hoje é dia de dar tchau.

Calma gente, não é meu post de despedida do blog!
Hoje estou incrivelmente sentimentaloide, hoje eu encerro um capítulo super importante da minha vida, hoje eu me formo na faculdade.
Quatro anos atrás eu ainda tinha uma bilhão de dúvidas sobre o que eu seria, ou como eu seria, hoje eu tenho total certeza que minhas escolhas acadêmicas foram acertadas.
Sempre dá aquele medinho de não dar certo, ou de não ser exatamente aquelo que você estava procurando, e nunca é mesmo, no meu caso, foi até melhor.
Agora fica aquela pergunta…. E agora????
Logo no meu primeiro estágio fui para uma área que me encantei, o entretenimento, e decidi que era ali mesmo que eu ficaria, para muitos seria diversão, mas eu sempre levei isso muito a sério. E quando se fala em entretenimento a TV é o maior meio de todos, e já pude dar esse meu check na minha lista também… Fui extremamente feliz nas minhas escolhas, por sorte ou por competência, teria feito tudo de novo.
E hoje é o capítulo final, ou seria o primeiro dia do resto de nossas vidas?
A lição que fica pra mim é que, mais do que as matérias que você aprende, são as pessoas, seus amigos de turma, professores, chefes e colegas de estágio que ficam. Porque nada adianta o conhecimenton em sala de aula sem essas pessoas a sua volta.
Já vou preparando o meu lencinho e abusar no rímel a prova d’agua…
Deixo vocês com as palavrinhas do Bono Vox (ele mesmo, do U2) no discurso de formtatura da Universidade da Pensilvânia em 2009.
“For four years you’ve been buying, trading, and selling everything you’ve got in this marketplace of ideas. The intellectual hustle. Your pockets are full, even if your parents’ are empty, and — and now you’ve got to figure out what to spend it on. … So my question I suppose is: What’s the big idea? What’s your big idea? What are you willing to spend your moral capital, your intellectual capital, your cash, your sweat equity in pursuing outside […]?”

Agora se vocês me dão licença vou vestir a minha beca!

Advertisements

Mad for Mad Men

Ok, estou alguns anos atrasada nesse post, mas aproveito que a quinta temporada de Mad Men estreia amanhã nos EUA depois de um intervalo de mais de um ano.
O universo da agência publicitária Sterling Cooper me cativou no primeiro episódio e já que é para ser direta vamos fazer uma lista?
Dez razões para ver Mad Men!

10 – Nova York, anos 60. Tem coisa mais glamour do que isso? Para quem não sabe Mad é uma abreviação de Madison Avenue, local das grandes agências de publicidade na época. Muito alcool, muitos cigarros, muita pegação escondida.

9 – Os figurinos. No estilo sessentinha, com saias rodadas, laços, coques e maquiagem perfeita. Dá vontade de voltar no tempo e se vestir como Betty e cia. A Banana Republic não se aguentou com tanto figurino lindo e até fez uma coleção com o nome da série.

8 – Nas quatros temporadas a série levou 4 Emmys de melhor série de drama. E também já levou quatro Globos de Ouro. Depois dessa é até dificil argumentar. Vale dar aquela espiada para entender o que os críticos tanto gostam.

7 – Eu como publicitária acho incrível como era feita a propaganda nos anos 60. É até engraçado ver o processo de criação, os layouts, focus group e pesquisas daquela época. Comunicólogos e marketeiros de plantão devem ver Mad Men por esse aspecto também.

6 – Como o mundo era machista hein?! As mulheres ou eram donas de casa perfeitas ou eram secretárias biscateiras. Ainda bem que o mundo mudou. Cada personagem feminino, Joan, Peggy, Betty é incrível e mostra um tipo de mocinha dos anos 60.

5 – As atuações. Com um elenco afinadíssimo, Mad Men não tem um ator que derruba. Incrível.

4 – Até brinquedo a série rendeu? Pode isso Arnaldo?

3- Não existe personagem do bem, nem personagem do mal. Existe um bando de ego tentando chamar atenção de qualquer maneira. Cabe ao telespectador decifrar o personagem.

2 – Atores mirins fofos. Atenção especial para Kiernan Shipka que arrasa no papel da Sally.

1 – Don Draper. O melhor personagem do mundo das séries. Impossível resistir.

Entenderam agora? E já dizia Don… “Trust me, I work in advertising.”

Chico Anysio

Mundo moderno, marco malévolo, mesclando mentiras, modificando maneiras, mascarando maracutaias, majestoso manicômio. Meu monólogo mostra mentiras, mazelas, misérias, massacres, miscigenação, morticínio – maior maldade mundial.

(…)

Mundo maluco, máquina mortífera. Mundo moderno, melhore. Melhore mais, melhore muito, melhore mesmo. Merecemos. Maldito mundo moderno, mundinho merda.

Descanse em paz.

Freak por férias

Então Brasil, minha saga de férias começou. Finalmente me decidi e em julho estarei partindo para uma semana em Paris e uma semana em Londres. Principe Harry me convenceu em dar uma passada no Velho Continente e quem sabe tomar um chá com a Rainha. Por isso, amigos todas as dicas são bem vindas, principalmente aquelas de baixo custo. Vou compartilhar tudo por aqui e já estou animadíssima com a programação!

Dourado no tapete vermelho

E já que estamos no embalo de Hunger Games vamos falar da atriz principal? Jennifer Lawrence tem 21 aninhos e ano passado foi indicada ao Oscar de melhor atriz pelo filme Inverno da Alma , interpretou a heroína Mystique no pipocão X Men e tem no papel de Katniss Everdeen o maoir pulo da sua carreira. Ela é um lindoca, queridona, não é magrela e ainda se veste super bem. Vamos aos looks dos tapetes vermelhos???

Começamos em Los Angeles, em que ela botou pra quebrar em um douradão que nem mundo segura. Da grife Prabal Gurung o vestido é quase futurística e caiu super bem nela.
Em Londres ela continuou no douradão, agora Ralph Lauren e foi o meu look preferido dos tapetes dela. Atenção para essa lindeza de coque que ela fez e que ninguém vai conseguir reproduzir!!!!


Em Berlim ela saiu do dourado e vermelhou em um Marchesa curto todo recortado que eu achei fofo. Em Paris ela foi no preto basicão Tom Ford, com um detalhe lindo nas costas, e o dourado voltou nos pezinhos da moça.
Essa aí tem futuro nos bons looks hein?! Adorei todos! E vem fazer uma premiere aqui no Lagoon também!

Vampiros, bruxos e Katniss…

May the odds be ever in your favor!!!!!
E falta pouco para a estreia de Jogos Vorazes! Katniss e sua trupe já estão fazendo suas premieres mundiais (cade vocês no Brasil minha gente???), listas pipocam e números já estão sendo divulgados.
Comparar o enredo do Jogos Vorazes com HP ou Crespúsculo é quase alhos com bugalhos, mas pessoal adora uma fight né?!

Vamos para um listinha??? Os números divulgados são baseados no mercado americano ok?!

Seria Jogos Vorazes maior que Crespuculo???
Sim, Jogos Vorazes estreia nos EUA em 270 salas IMAX, Crepusculo estreou em 0 salas IMAX o que deu uma certa vantagem de $$$ para a turma de Katniss, já que as salas IMAX são bem mais caras.
Sim, os ingressos vendidos para as pré estreias e sessões de meia noite de Jogos já são maiores que Edward, Bella e cia.
Sim, ao contrário de Crepusculo que tem uma pegada mais romântica e com um grande apelo ao público feminino, Jogos agrada os dois gêneros, morte é o que não falta na arena.
Sim, com todo respeito aos atores de Crepusculo, Jennifer Lawrence já foi indicada ao Oscar, enquanto K-Stew e Rob Patzz ainda não ganharam a crítica com suas atuações.
Sim, Gary Ross, diretor do Jogos foi diretor do filme Seabiscuit, com sete indicações ao Oscar, enquanto os diretores de Crepusculo, bem…. não tenho nada a dizer, exceção do Bill Condon (diretor Amanhecer) que ganhou um Oscar.

Seria Jogos Vorazes maior que HP?
Não, o primeiro filme da saga HP era livre e super familiar, enquanto Jogos Vorazes é PG 13, o que já restringe um pouco.
Não, a quantidade de livros que HP já vendeu é quase 15 maior que Jogos.
Não, se os ingressos do primeiro filme de HP fossem do valor médio do ingresso de hoje sua renda seria de 126 milhões de dólares, expectativa que Jogos não pretende bater.

De verdade, cada um com o seu mérito, tem o seu espaço e seu sucesso. Meu carinho é sempre com HP, afinal de contas eu cresci com Harry e sua tchurma, li todos os Crepúsculos mas não tenho esse apego e me encantei com Jogos Vorazes. Então o que eu tenho a dizer é “Let the games begin!”.

Um bom domingo e uma boa semana

E é isso nque precisamos né?! E para inspirar isso deixo vocês com Robertinha Sá (já somos íntimas hahahahahaha). Ela que começou no Fama (alguém lembra?), mas saiu logo no início e só tem musicão, com cinco cds lançados. Ontem fui no show dela e me encantei com o CD novo Segunda Pele!

Pavilhão de espelhos é o primeiro single e já diz a que veio!