O dia que resolvi ver Walking Dead

Sou cagona. E não tenho a menor vergonha disso, de verdade, por isso nunca me interessei na série. Sei que a série é um fenômeno de audiência, só que essa temática não me atrai. Mas trabalho com pessoas que gostam de ver televisão tanto quanto eu. Debatemos novela e seriados como se fossem a terceira guerra mundial. Aprendi a ver Mad Men, Downton Abbey e Homeland com eles. E de tanto ouvir de Walking Dead e depois de ganhar os episódios em alta resolução eu não podia mais escapar.

Sábado chuvoso de tarde e lá fui eu encarar os zumbis em um mundo pós-apocalíptico. O primeiro episódio tem poucas falas, mas muita agonia. Foi mais de uma hora de sorriso amarelo. Sim, eu sou uma pessoa esquisita que vê televisão sorrindo, mas com Walking Dead foi na cara de nojinho mesmo.

O protagonista acorda mais perdido que a gente, sem ideia do que aconteceu com o mundo e dá de cara com um bando de maluco, zumbi que quer comer carne humana. Até agora estou pensando se vou continuar vendo. Assisto à televisão de noite, antes de dormir, não consigo ser indiferente aos zumbis, certamente terei pesadelos no início.

Fiquei muito agoniada vendo o primeiro episódio, sinto curiosidade em saber como o personagem principal vai sair do buraco em que ele se meteu.
Achei tudo muito bem feito, a história é ótima, adoro esse negócio de temporadas curtas, gosto de tensão e suspense (Homeland, sua linda), mas sou muito fresca para Walking Dead.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s