50 com corpinho de 20

Hoje a telenovela brasileira completa 50 aninhos. No dia 22 de julho de 1963, na Rede Excelsior, Tarcisio Meira e Glória Menezes trocavam juras de amor na primeira novela com exibição diária, a “2-5499 Ocupado”.

E para celebrar essa data tão importante da cultura brasileira, nada com uma listinha não?!
Em minha vida de noveleira eu acompanhei muita coisa, algumas novelas muito boas, outras nem tanto, e minha lista vai ser sobre as novelas que marcaram minha longa vida de 22 anos.

0,9310,561362_3,00
1) Quatro por Quatro (1994). A novela tem quase 20 anos e até hoje falamos de Babalu e Raí. Precisa dizer mais? A novela era das 19h, e ainda assim é muito marcante, o que é raro.
Por que me marcou: foi minha primeira memória televisiva. Simples assim.

0,9310,562018_3,00
2)Próxima Vítima (1995). Sabe aquele jogo Detetive? Próxima Vítima era tipo isso, só que ainda melhor, porque além do assassino ainda tinha a tensão de descobrir quem seria a tal da próxima vítima. Silvio de Abreu escreveu um suspense daqueles, com o assassino que só seria revelado no último capítulo, que teve uma audiência de 64 pontos. Como foram gravados finais diferentes, o suspense se manteve na sua reexibição, pois alteraram o final.
Por que me marcou: eu com apenas 5 anos amava essa novela, só que é lógico que meu pai não deixava eu ver. Marcou porque eu precisava ver escondida hahahahaha.

0,9310,559044_3,00
3) A Indomada (1997). Ricardo Linhares e Aguinaldo Silva beberam no realismo fantástico de Saramandaia e criaram essa novela maravilhosa. Quem não lembra do Cadeirudo? O maluco que atacava mocinhas de noite e acabou sendo revelado que ele era a maior beata da cidade. Ou então da Altiva? Que quando morreu assombrou geral com um I”ll be back”? Ou o anjo Emanoel, vivido por Selton Mello? É muita coisa boa para uma novela só!
Por que me marcou: a novela não se levava muito a sério. Era super bem humorada, principalmente por se tratar de uma novela das oito, o que não é muito comum.

chiquititas
4)Chiquititas (1997). Fala sério! Toda menina nascida nos anos 90 foi impactada por Chiquititas. Febre total, que lançou Fernanda Souza, Deborah Fallabela, Jonatas Faro, Sthefany Brito, Bruno Gagliasso, Carla Diaz… Lembro que a primeira vez que fui na rua sozinha foi para comprar figurinha para o albúm! Na minha época todo mundo queria ser orfão e morar no Orfanato Raio de Luz. E o SBT, que não é bobo nem nada viu que a moda de remake é a boa e Chiquititas Voltou!
Por que me marcou: porque todo dia a gente ficava grudado na TV esperando TV Cruj acabar só para dançar e cantar na TV!

0,9310,553321_3,00
5) Laços de Família (2000). Manoel Carlos estava muito inspirado quando escreveu essa novela. Camila, a personagem mais chata do universo (bateu até a Duda da Gabriela Duarte), nos conquistou em uma das cenas mais emocionantes das novelas da Globo. Vera Fisher, mesmo sem muita expressão, fez uma boa Helena. E a novela ainda nos apresentou um fraco Giane, que hoje é um bom ator!
Por que me marcou: foi muita emoção para uma novela só.

0,9310,545786_3,00
6) O Clone (2001). Clone, Marrocos, muito ouro, inshalá! Foi muita coisa exótica para uma novela só. Amava toda aquela coisa diferente. A novela emplacou um bilhão de bordões, como “né brinquedo não” e “arder no mármore do inferno”, e as ruas do Saara ficaram lotadas de bijuterias inspiradas na novela. Foi uma moda só.
Por que me marcou: a novela foi diferente de tudo. Jade me ensinou que um lápis no olho e uma boa maquiagem faz toda a diferença.

Logo da novela Celebridade
7) Celebridade (2002). Gilberto Braga sambou na cara da sociedade com essa novela. Mostrou que Claudia Abreu faz uma vilã memorável com Laura Cachorrona, que Marcio Garcia podia ser bom ator com michê, e ainda trouxe um zilhão de participações super especiais como Gal Costa, Lulu, Roberto Carlos, Zeca Pagodinho entre outros. Maria Clara Diniz e Renato Mendes completavam o elenco, com uma história boa, sem muita embromation.
Por que me marcou: foi meu primeiro grande “quem matou”. E no último capítulo tava ansiosa para saber que tinha ceifado a vida de Lineu Vasconcellos.

0,9310,538043_3,00
8) Senhora do Destino (2004). As aventuras de Maria do Carmo foi o maior ibope de novela dois anos 2000, com uma média de 50 pontos. Nazaré Tedesco entrou para história das vilãs das novelas, e sua arma era a temida escada.
Por que me marcou: minha vó se chamava Nazareth e eu adorava brincar com ela por causa da novela.

Logo da novela A favorita
9) A Favorita (2008). João Emanuel Carneiro, que na época tinha escrito dois mega sucessos das 19h (Da Cor do Pecado e Cobras e Lagartos), foi promovido para às 21h e fez uma novela que escondia do público que era a vilã e quem era a mocinha. Ousado, o moço nos conquistou e fez da Flora, de Pat Pillar, uma vilã para ninguém colocar defeito. Palmas, muitas palmas.
Por que me marcou: eu jurava de pezinho junto que a Donatela era a malvada. E fiquei choquita com a vilã Flora. Agora o que me marcou mesmo foi a cena em que a Flora toca o terror com o Gonçalo e acaba matando o velho do coração.

Logo da novela Avenida Brasil
10) Avenida Brasil (2012). Volta pra gente Carmem Lúcia! A novela bombou na internet, era #Oioioi todo dia, a classe C veio com tudo no Divino, os coadjuvantes mostraram que não exite papel pequeno (beijo Darkson, Suelen, Zezé, Janaína, Adauto, Leleco, Beverly…) e Carminha reinou absoluta. Até Dilma mudou a sua agenda por conta do último capítulo.
Por que me marcou: dizem que porque sim náo é resposta, mas no caso de Avenida Brasil, é. Eta novela maravilhosa.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s