O que eu li da vida em 2012

Ok, não vamos nos enganar mais o livro mais comentado do ano foi 50 Tons de Cinza. Para ser mais exata toda a sua trilogia que continua com 50 Tons Mais Escuros e 50 Tons de Liberdade. Ame ou odeie, o fato é que um livro nunca foi tão polêmico. E ainda gerou filhotes de sucesso como a trilogia Crossfire, que aqui no Brasil já tem o primeiro Toda Sua e o segundo acabou de lançar e se chama Profundamente Sua. Mas voltando para Mr Grey e Ana e história já deu o que falar nas conversas femininas. E nas masculinas também, por que não? Com adaptação certa para o cinema a trilogia ainda tem muita história para contar.
nova-50-tons-cinza-livros

E falando em trilogia não poderíamos deixar de fora do Jogos Vorazes. Nenhum livro foi lançado em 2012, mas foi nesse ano que a série estourou em terras brasileiras. A saga de Katniss, Peeta e cia foi um sucesso de bilheteria no cinemas e o segundo filme da saga vai ser lançado ano que vem, e nós já estamos muito ansiosos.
Trilogia-Jogos-Vorazes

Já JK Rowling autora do ultra mega blaster power sucesso Harry Potter (nem sou muito fã, imagina) voltou com um novo livro. Ainda não li Morte Súbita, mas nem preciso dizer que já está na lista dos mais vendidos e a BBC já comprou os direitos para fazer uma adaptação para TV.
capa-de-morte-subita-traducao-do-livro-de-jk-rowling-em-sua-versao-em-portugues-1354054789526_300x420

Já falando de autores brasileiros, Drauzio Verella voltou para o Carandiru, agora sobre o ponto de vista dos agentes que trabalham nos presídios. Esse é o segundo livro da trilogia Carandiru e o terceiro terá como ponto de partida uma prisão feminina.
13317_gg

Já o polêmico jornalista e escritou Diogo Mainardi lançou A Queda, com uma narrativa pessoal sobre o seu filho que sofre de paralisia cerebral.
ArquivoExibir

Confesso que a minha cabeceira não ficou muito movimentada de livros, pelo menos eles não me marcaram muito. Mas quem sabe em 2013 isso não melhora?

Advertisements

Na mesa de cabeceira

Não tem jeito, Fifty Shades of Grey é o novo babado literário do momento. O lançamento oficial no Brasil é hoje, mas o tititi é mais longo do que isso.
Para se ter uma ideia a autora é a mais vendida da Amazon do Reino Unido de todos os tempos, ultrapassando o JK Rowling!!!! Pode isso Arnaldo?
Só fui prestar mais atenção quando estava passeando nas livrarias londrinas e via paredes com esse livro e os outros dois da trilogia (hoje em dia para ser fenômeno literário deve ser pré requisito ser trilogia).
Já tinha ouvido falar, mas não sabia nada do enredo, li a orelha do livro e confesso que a história não me atraiu muito, pelo contrário, achei muito da esquisita. Mas como vi que era um sucesso fui pesquisar na internet. E foi aí que descobri que o livro é conhecido como “pornô das mamães” ou “mummy porn” e conta o romance sadomasoquista entre o empresário Christian Grey e a estudante Anastasia Steele. O mais curioso é que a ideia surgiu de um fan ficton de Crepúsculo, um livro bobo que só.
A Universal Studios não é boba nem nada e já comprou os direitos para produzir o filme. Rolam boatos que Emma Watson e Ryan Goslin estão cotados para o casal protagonista.
Minha curiosidade vai em breve passar minha falta de vontade de ler o livro… Não me aguento com essas coisas coisas que fazem muito sucesso, quero ler para dar meu pitaco também… Mas alguém aí já leu essa bagaça? Opiniões são bem vindas!

A saga da vez

Você já ouviu falar do Hunger Games? Pois então, com o fim de Crepúsculo se aproximando o pessoal da Holly já está em busca de um nova saga para substituir Bella, Edward e cia. A aposta da vez é Hunger Games, ou Jogos Vorazes em português. O livro não se aproxima em NADA da saga vanpiresca. Li o primeiro da trilogia em poucos dias, não me segurei era ansiedade pura. Hunger Games conta a história de Katniss uma menina de 16 que compete nos jogos que dão título ao livro/ filme. O jogo nada mais é do que um do mata-mata completo. Em um país chamado Panemm, 24 jovens de 12 a 18 anos competem em um jogo em que apenas uma pessoa sobrevive. Não satisfeito o Hunger Games é transmitido como um Big Brother para todo o país e para não ficar entediante os controladores do jogo interferem para cirar situação de confrotno entre os participantes. Entenderam? É tensão do início ao fim. A história é meio maluca mesmo, mas é super bem contada, é ambientada no futuro, e ao contrário de Crepúsculo e Harry Potter não tem nenhuma fantasia ou seres sobrenaturais.
O filme que será lançado em março do ano que vem e o pessoal já tá criando um buzz danado, com direito a ensaio na Vanity Fair e tudo. A protagonista é a nova queridinha da América Jennifer Lawrence, que com 21 anos já foi indicada ao Oscar. E ainda Lenny Kravitz dando pinta de ator! Pode ver agorinha?

Dá um look no trailer

Novo vício literário

Amo a Audrey! Alias, tem como não amar? Por isso, minha felicidade foi imensa quando ganhei “Quinta avenida, 5 da manhã”. O livro retrata todo o processo de Bonequinha de Luxo o filme mais mais do planeta. Desde a escolha da protagosnista, e sua carreira, até como ele mudou a visão da mulher no cinema. Leitura rápida e ótima para amantes do cinema e da própria Audrey. Um super achado esse livro!

De mulherzinha

Em tempos de Bienal do Livro (já acabou mas tá valendo) acho apropriado falar um pouco de livros. Adoro Saramago e Gabriel Garcia Marquez, mas de vez em quando um livro bobo cai bem ne?! Tipo aquele filme comedia romantica que vc ve varias vezes, entao eu tenho trechos de livros que releio algumas vezes. Nos ultimos anos teve um boom de autores desse genero, o chamado chick lit (ou literatura de mulherzinha), em alusão ao termo chick flick, aqueles filmes bobinhos que a gente ama. Então vamos la…

Começo com a Meg Cabot, a rainha da chick lit. Ela é autora da série Diário da Princesa que deu origem ao filme com a Anne Hathaway, antes dela ser uma diva da moda. Meg lancou dez livros do Diario da Princesa, alem de outros livros para um público mais teen como Garota America (igualmente fofo) e A Mediadora (esse eu nao curti). Para um público mais adulto Meg também escreveu Garoto da Casa ao Lado, Garoto encontra Garota e Ela foi ate o fim, entre outros. Meg é um sucesso mundial com dezenas de livro, inclusive já deu uma passadinha no Brasil na última Bienal.

Quem também merece um destaque quando falamos de chick lit é a Marian Keyes, que ja vendeu mais de 22 milhoes de livros no mundo todo. Ela escreveu Férias, Melancia, Sushi e vaaaaarios outros. Seus livros sao mais robustos, porém faceis de ler. Meu preferido é Casório. Seus livros são a perfeita comédia romantica, com mocinha os dilemas da mocinha e algumas cenas engraçadas.

E por último, mas não menos importante a Sophie Kinsella. Ela é mais conhecida pela série Becky Bloom, que também deu origem ao filme. Só li o primeiro, mas não foi o livro dela que eu mais gostei. Rolei de rir com diversas passagens do livro O Segredo de Emma Corrigan. Emma leva uma vidinha bem mais ou menos ate que entra em um avião e começa a falar TODA a sua vida para o companheiro de voo, que depois ela descobre que ‘e o poderoso chefao da empresa que ela trabalha. Um rolo s’o que dava um filme legal.

Faz um tempinho que nao me dedico a chick lit, mas assim que tiver lido algo legal eu posto por aqui!

Quem lê sabe mais

Amo ler. Essa é uma paixão que compartilho com meu pai. Sempre trocamos livros e comentamos sobre nossas últimas leituras. Um dos livros que o meu pai me passou foi A Sombra do Vento do espanhol Carlos Ruiz Zafón.
Ele ganhou esse livro de um amigo que disse que A Sombra do Vento tinha sido um dos melhores livros que ele tinha lido na vida, meu pai leu, gostou e me passou.
Também fiquei encantada com o livro, o protagonista da história tem paixão pela leitura, o livro é uma bela homenagem aos amantes dos livros e à arte de escrever histórias.
Na história, que se passa em Barcelona em 1945, Daniel Sempere é levado pelo pai para o Cemitério dos Livros Esquecidos onde encontra um exemplar do A Sombra do Vento. O livro desperta uma enorme curiosidade do garoto, que passa a procurar o seu autor Julián Carax e suas outras obras. Daniel então descobre que o seu exemplar é o último existente e que alguém queima todos os livros que o autor escreveu. A partir daí se desenvolve uma trama que mistura suspense, fantasia e romance em uma história apaixonante que já vendeu mais de seis milhões de exemplares desde o seu lançamento em 2001.
Fica a dica de uma excelente leitura.

PS: hoje é o Dia do Escritor, parabéns pelo dia de vocês, Carlos Ruiz Zafón, Gabriel Garcia Marquez, J.K. Rowling, Meg Cabot, João Ubaldo Ribeiro, Paulo Coelho, Marian Keyes, Markus Zusak, Nicholas Sparks, Nelson Motta e muitos que tem o poder com as palavras!

Draco Dormiens Nunquam Titillandus

Hoje mostro nesse post todo o meu lado geek. Estou ansiosa para ver o último filme da saga Harry Potter.

Cresci junto com o Harry Potter, frase totalmente clichê, mas ainda sim verdade pura. Acompanho a saga Harry desde o primeiro livro, e o Harry Potter e a Ordem da Fênix foi, sem dúvida, o maior livro que eu já li. E li em apenas 10 dias. Devorei cada uma das aventuras e quando chegou o último livro não aguentei esperar a versão em Português e parti para o Inglês mesmo. E não é um livro fácil de ler não hein?! Depois acabei comprando o em Português para a minha irmã também.
Não consigo dizer qual o meu livro preferido, acho que o quarto, o quinto e o último são execelentes, mas os primeiros são verdadeiras viagens para o mundo dos bruxos. Amo a Hermione, Sirius, Dobby, Lupin, Tonks, Minerva, Gina, são tantos personagens legais que ia ficar aqui o dia inteiro.
Adoro ver os filmes, ver aqueles personagens que tanto imagamos enquanto líamos o livro, mas sempre falta alguma coisa. O terceiro e o quinto filme são na minha opinião os melhores e o quarto é o pior, simplesmente estragaram tudo do torneiro Tribuxo e da Copa do Mundo de Quadribol.
Fico feliz por esse divisão do último livro, que é tão cheia de detalhes e acontecimentos, segundo críticas especializadas o filme não decepciona. Por isso, hoje colocarei meu cachecol da Grifinória (olha lá meu lado geek) e levarei meus lencinhos para o cinema.
Tchau Harry, foi uma longa saga e curti muito! Valeu!
Deixo aqui mais um vídeo com os últimos dias de filmagens.

A propósito o título do post é o lema de Hogwarts, escola que todos os trouxas gostariam de frequentar, e significa “Nunca faça cócegas em um dragão adormecido.” (fica a dica).

PS: Você que não gosta de Harry Potter e acha um saco toda essa maluquice em volta de um enredo totalmente sem pé nem cabeça está perdendo um pouco de magia! E já dizia Dumbledore “As palavras são a maior fonte de magia.”